Category Archives: Brasil

Crise e Lava Jato fazem diploma de engenharia voltar para a gaveta.

Crise e Lava Jato fazem diploma de engenharia voltar para a gaveta

Assim como na década de 1980, formandos deixam a faculdade sem conseguir um emprego na área

Douglas Gavras, O Estado de S.Paulo

 

Gabriel Oliveira estuda para um concurso da Marinha, João Pedro Regazzi foi fazer intercâmbio na Austrália, Vinícius Martins gerencia a retífica de motores da família. Eles passaram no vestibular para cursar Engenharia de Petróleo na Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2011, quando ainda se discutia a possibilidade de o País ter um apagão de engenheiros. Cinco anos depois, já formados, o cenário era outro e o mercado de trabalho tinha virado pelo avesso.

UFF Petroleo
Da turma de egenharia de petróleo que entro na Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2011, apenas dois atuam na área Foto: Gelsiney da Silva Gomes

“Nas primeiras disciplinas, os professores falavam que todo mundo sairia empregado. Em 2011, teve aquele boom do petróleo. Foi motivador, mas não durou até nos formarmos”, diz Renan Acosta, um dos dois entre 12 colegas do curso que hoje atuam na área como engenheiros. O outro é Arthur Arenari, que conseguiu estágio em uma empresa de medição de poços e foi promovido recentemente a engenheiro.

+ Crise pode jogar recuperação para 2019, dizem economistas

A maioria procurou outro trabalho ou foi fazer mestrado, conta Aquiles Oliveira. “Eu desisti da carreira. É uma coisa muito instável. Quando começamos o curso, a situação era outra. Da Petrobrás, só vinha notícia boa, mas tudo mudou”, diz ele, que agora tenta uma vaga na Receita Federal. Mesmo com os concursos em uma maré baixa, ele calcula que na área fiscal as oportunidades serão maiores.

+ Com reforma da Previdência em risco, governo estuda fim do abono salarial

O pai e o irmão de Vinicius Fraga, que busca uma colocação na área, são engenheiros há mais tempo, mas a experiência não fez diferença. “Meu pai é concursado, mas meu irmão era contratado em uma empresa onde a maior parte foi demitida, inclusive ele.”

Somada à crise, que travou o andamento de grandes obras de infraestrutura e deixou a Petrobrás no centro dos escândalos recentes de corrupção, a queda do preço do barril do petróleo nos últimos anos atingiu em cheio uma das áreas da engenharia mais promissoras para se conseguir um emprego.

14

À procura de uma vaga

“Há cerca de cinco anos, as empresas iam até a faculdade, faziam palestras de recrutamento e recolhiam os currículos de quem ia se formar. Era bem diferente”, lembra Bruno Coutinho, formado com a turma em 2016 e hoje na área comercial de uma distribuidora de gás.

+ Jovem de 17 anos estampa currículo em Coca-Cola e é chamada para entrevista

“Não foi só a área de petróleo e gás. Os engenheiros civis foram os que sentiram de imediato o adiamento ou cancelamento de projetos, mas toda obra tem um mecânico e um eletricista”, diz o presidente da Federação Nacional de Engenheiros, Murilo Pinheiro. “Todas as profissões sofreram nos últimos anos, a perda de vagas na engenharia só nos lembra do quanto a economia está longe do normal.”

+’O Brasil está caminhando, apesar de alguns pretenderem pará-lo’, diz Temer

Não apagou. Até o primeiro mandato da ex-presidente Dilma Rousseff, o apagão de engenheiros – em que a baixa oferta de profissionais limitaria o andamento de obras e o crescimento do País – não parecia exagero. Uma reportagem publicada pelo Estado em maio de 2010, por exemplo, contava a história de um jovem de 24 anos que comandava uma equipe de 450 operários na construção de um prédio comercial em São Paulo. Os mais experientes diziam recusar trabalho e os iniciantes recebiam ofertas antes mesmo de formados.

Três anos depois, uma pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) já apontava que não seria assim por muito tempo. Pelo estudo, o número de engenheiros atuando em suas respectivas áreas de formação precisaria triplicar até 2020 para não comprometer o andamento de projetos, mas apenas num cenário em que a economia crescesse a um ritmo de 4% ao ano. Só que 2013 terminou com crescimento de 2,07% e foi seguido por um ano de estagnação e duas quedas do PIB.

O mercado de trabalho de engenharia tem relação direta com o crescimento do País. Nos anos 1980, por exemplo, quando o Brasil também passava por uma forte crise, um caso sempre lembrado é o de um profissional que, sem conseguir emprego, abriu uma lanchonete na Avenida Paulista, em São Paulo, batizada de O Engenheiro que Virou Suco.

Desde 2014, o número de profissionais de engenharia demitidos é maior que o de contratados, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. O saldo de vagas fechou 2016 em queda de 20,7 mil.

O professor Emmanuel Paiva de Andrade, também da UFF, avalia que a Operação Lava Jato, embora importante, contribuiu para derrubar o mercado, que levará um tempo para se reerguer. “Era preciso preservar as empresas. A questão nem é tanto o número de jovens que estão cursando engenharia e se sentem frustrados. O problema são os talentos que deixarão de optar pela carreira pela falta de perspectiva. Se o País vai mal, o engenheiro acaba mesmo virando suco.”

Ipiaú em festas, com muita alegria, apesar das dificuldades economias porque passa o Brasil.

Foto de José Américo Castro.

AUTORIDADES VISITAM O CASARÃO E SINALIZAM APOIO À CULTURA
-José Américo Castro-

Sensacional. Uma semana que alavancou as artes em Ipiaú. Renascimento da cultura em suas linguagens mais interessantes. E o que é mais importante: formação de plateia eclética, reunião de pessoas, reencontros, incentivos, pedidos de continuidade.

Mais de mil pessoas visitaram o Casarão de Zé Américo no decorrer da ultima semana.

As noites no local sinalizaram um tempo de prosperidade no setor, mostraram a capacidade realizadora do Coletivo Cultural de Ipiaú, receberam aplausos e o reconhecimento de todos, inclusive das autoridades.

A prefeita Maria das Graças esteve por lá em algumas ocasiões. Toda a sua equipe, com destaque para o Diretor Municipal de Cultura, Marcelo Costa, também prestigiou o evento, o mesmo ocorrendo com a maioria dos vereadores.

O governador Rui Costa ficou sabendo do projeto e ganhou de presente uma linda mandala do artista Antonio Carlos Sampaio, enquanto o Superintendente de Promoção Cultura da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, Alexandre Simões,verificou in logo a potencialidade artística da cidade e se colocou à disposição no sentido de auxiliar no quer for possível.

Isto também foi evidenciado pelo deputado federal Davidson Magalhães-.

O Casarão “bombou” no melhor sentido da expressão. Foi apenas o inicio de uma serie de atividades que trarão revoluções, revelações e colocarão Ipiaú como centro da cultura territorial do médio Rio das Contas.

Foto de José Américo Castro.

Fotos- O governador e a Primeira Dama recebem o presente do artista; José Américo mostra o livro Portas do Éden ao Superintendente Estadual de Cultura; Rui Costa, Zé Américo e José Mendes(Coordenador do Colegiado do Território de Identidade do Médio Rio das Contas); Representantes do Coletivo Cultural de Ipiaú junto com autoridades governistas.

Foto de José Américo Castro.

Foto de José Américo Castro.

Foto de José Américo Castro.

AUTORIDADES VISITAM O CASARÃO E SINALIZAM APOIO À CULTURA

Foto de José Américo Castro.
-José Américo Castro-

Foto de José Américo Castro.
Sensacional. Uma semana que alavancou as artes em Ipiaú. Renascimento da cultura em suas linguagens mais interessantes. E o que é mais importante: formação de plateia eclética, reunião de pessoas, reencontros, incentivos, pedidos de continuidade.

Mais de mil pessoas visitaram o Casarão de Zé Américo no decorrer da ultima semana.

As noites no local sinalizaram um tempo de prosperidade no setor, mostraram a capacidade realizadora do Coletivo Cultural de Ipiaú, receberam aplausos e o reconhecimento de todos, inclusive das autoridades.

A prefeita Maria das Graças esteve por lá em algumas ocasiões. Toda a sua equipe, com destaque para o Diretor Municipal de Cultura, Marcelo Costa, também prestigiou o evento, o mesmo ocorrendo com a maioria dos vereadores.

O governador Rui Costa ficou sabendo do projeto e ganhou de presente uma linda mandala do artista Antonio Carlos Sampaio, enquanto o Superintendente de Promoção Cultura da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, Alexandre Simões,verificou in logo a potencialidade artística da cidade e se colocou à disposição no sentido de auxiliar no quer for possível.

Isto também foi evidenciado pelo deputado federal Davidson Magalhães-.

Foto de José Américo Castro.

O Casarão “bombou” no melhor sentido da expressão. Foi apenas o inicio de uma serie de atividades que trarão revoluções, revelações e colocarão Ipiaú como centro da cultura territorial do médio Rio das Contas.

Foto de José Américo Castro.

Fotos- O governador e a Primeira Dama recebem o presente do artista; José Américo mostra o livro Portas do Éden ao Superintendente Estadual de Cultura; Rui Costa, Zé Américo e José Mendes(Coordenador do Colegiado do Território de Identidade do Médio Rio das Contas); Representantes do Coletivo Cultural de Ipiaú junto com autoridades governistas.

O depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Curitiba.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, réu na Operação Lava Jato, ficou frente à frente com o juiz federal Sérgio Moro nesta quarta-feira (10). Em depoimento, que durou cerca de 5 horas, Lula se defendeu das acusações do Ministério Público Federal (MPF) que o apontam como recebedor de vantagens pagas pela empreiteira OAS envolvendo um apartamento triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo, em troca de favores e contratos com a Petrobras. A audiência começou com um bate-boca entre a defesa e o juiz sobre a presença de celulares na sala da Justiça Federal. “A decisão fala de gravação. O celular não é apenas um aparelho que faz ligação, ou que grava simplesmente, mas um microcomputador que permite a comunicabilidade dos advogados”, declarou a defesa do ex-presidente. Os advogados solicitaram que os procuradores também não utilizassem computadores na sala.

Salvador: Alinne Rosa brinca com ACM Neto: ‘Danadinho, ficou solteiro na boca do Carnaval.

Alinne Rosa brinca com ACM Neto: ‘Danadinho, ficou solteiro na boca do Carnaval'

Foto: Francisco Carlos/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

A cantora Alinne Rosa deixou o prefeito ACM Neto em uma saia justa nesta terça-feira (28) de Carnaval durante sua passagem pelo Campo Grande. A cantora brincou com o fato de o prefeito ficar solteiro uma semana antes do Carnaval. “Esse prefeito é danadinho. Ficou solteiro na boca do Carnaval”, disparou a ex-vocalista da banda Cheiro de Amor, para a surpresa de Neto. “Quem quer que ACM Neto vem aqui dançar comigo no trio?”, afirmou Alinne. “Quem vai no chão é ele”, cantou Alinne.

 

Alinne Rosa brinca com ACM Neto: ‘Danadinho, ficou solteiro na boca do Carnaval.

 Alinne Rosa brinca com ACM Neto: ‘Danadinho, ficou solteiro na boca do Carnaval'
Foto: Francisco Carlos/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

A cantora Alinne Rosa deixou o prefeito ACM Neto em uma saia justa nesta terça-feira (28) de Carnaval durante sua passagem pelo Campo Grande. A cantora brincou com o fato de o prefeito ficar solteiro uma semana antes do Carnaval. “Esse prefeito é danadinho. Ficou solteiro na boca do Carnaval”, disparou a ex-vocalista da banda Cheiro de Amor, para a surpresa de Neto. “Quem quer que ACM Neto vem aqui dançar comigo no trio?”, afirmou Alinne. “Quem vai no chão é ele”, cantou Alinne.

O prefeito de Salvador ACM Neto é admirador declarado do Carnaval. É folião inveterado e sempre encontra um espaço na agenda para curtir um pouco dos festejos de Momo. Não foi diferente nesta terça-feira (28), último dia da folia. Reproduzindo uma cena de 2015, quando foi até o chão com Alinne Rosa em um trio, o prefeito “meteu dança” novamente com a cantora, ao som de um sucesso de Leo Santana: “Maravilhosa é ela”. Um vídeo do momento foi postado nas redes sociais de Neto. De uma coisa não há dúvidas: quem vai no chão é ele.

 

 

 

Terça, 17 de Fevereiro de 2015 – 16:46

ACM Neto ‘quebra até o chão’ com Alinne Rosa no Campo Grande

ACM Neto 'quebra até o chão' com Alinne Rosa no Campo Grande; Veja vídeo

Foto: Reprodução/ TV Bahia

Terça, 17 de Fevereiro de 2015 – 16:46

ACM Neto ‘quebra até o chão’ com Alinne Rosa no Campo Grande

O prefeito ACM Neto compareceu ao bloco privado Papa, comandado por Alinne Rosa, para mostrar suas habilidades na dança. O gestor desceu até o chão na tarde desta terça-feira (17) ao som de músicas do pagodeiro Igor Kannário. As músicas representam uma das jogadas da prefeitura de incluir Kannário no circuito do Carnaval, após diversos pedidos dos fãs. 

Foto: Emmanuel Carneiro/Ag Haack

Ipiaú: Vereador Orlando Santos faz indicações por revitalização de áreas esportivas

campoda

Na Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores nessa terça-feira(21), o vereador Orlando Santos apresentou algumas Indicações ao Poder Executivo, assim como: revitalização da área de lazer do Rio Novo ( Campo da Baixada ), contando também com a construção de vestiários e arquibancadas no campo; revitalização da área de lazer no Areião do Arara; revitalização da área de lazer Areião do Arara; revitalização do campo de futebol do Bairro ACM e reativação da área de lazer Mangabeira, mais conhecida como “Toca do Leão”, na Avenida São Salvador. Na oportunidade, o edil justificou suas indicações afirmando que as citadas áreas, uma vez beneficiadas, ofereceriam conforto e segurança aos esportistas e ao público que acompanha as partidas. ” O campo de futebol é um dos poucos locais de entretenimento e lazer da nossa cidade”, afirmou Orlando.